Não se esqueça que ele impacta diretamente na reputação da sua marca empregadora.

Candidate Experience, está ligado diretamente a experiência dos (as) candidatos (as) ao longo do processo seletivo. É como percebem e reagem frente ao processo de seleção, além da percepção que ficam da sua marca empregadora.

A principal área responsável é a de recrutamento, que na grande maioria das vezes é orientado pela conformidade e não é orientado pela inovação. Eu que estou muito ativa nas comunidades, com certa frequência ouço frases como: “não tenho budget para fazer diferente”, “sempre fizemos assim”, então por que devemos mudar agora?

Simplifique o processo e trate as pessoas corretamente, com compromisso e dedicação. Isso ajuda você, ajuda a sua marca e ajuda a obter os melhores talentos. Não há investimento quando somos genuinamente preocupados pelo outro.

5 coisas que você pode colocar em prática HOJE:

Simplifique o processo de candidatura

Já ouviu falar de cliente oculto? Essa é uma grande oportunidade de ter empatia pelo (a) candidato (a), e saber como é a sua ao se inscrever em uma posição. Cronometre o tempo de aplicação, observe como se sente recebendo os e-mails automáticos, e o que pode ser feito de diferente. Faça isso nas empresas que você admira também, e se preciso, mude.

Automatize o máximo que puder

Se a sua empresa tem um ATS, porque não automatizar o possível, sem esquecer da experiência? Alguns exemplos de e-mails que podem ser automatizados:

  • E-mail após inscrição na vaga: Coloque algumas coisas legais sobre a empresa, matérias recentes e prêmios são uma boa.
  • E-mail status: O ideal é que o candidato não fique mais de 4 dias sem resposta, mesmo que seja um e-mail dizendo: “Escrevo para informar que ainda não tivemos novidades sobre o processo de Nome da Vaga. Assim que tivermos um posicionamento positivo ou negativo, entraremos em contato“. Se for um e-mail de negativa, explique por que, e o que o candidato (a) poderia ter feito diferente. Não precisa ser personalizado para todos, mas se a pessoa chegou a etapa com o gestor, isso é quase que obrigatório.
  • Offer: Você está deixando claro tudo o que seu novo funcionário terá na nova oportunidade? Isso diminui risco de perder a pessoa por falta de informações

E ainda na linha de automatização, use o https://calendly.com/pt, para que os (as) próprios candidatos (as) agendem as entrevistas com você.

Feedback, sempre!

Gerencie o seu tempo, afinal, responder aos candidatos (as) leva tempo. E mais que recrutar, geralmente passamos boa parte do dia em alinhamento e reuniões e até o (a) melhor recrutador (a) precisa de um lembrete.

Coloque no calendário duas horas da sua sexta-feira para fazer a limpeza e não esqueça de dar feedback até ao candidato (a) que apenas se inscreveu na posição, mesmo você não ligando. O objetivo é garantir que todos (as), sim, todos (as) tenham uma uma resposta.

Ah, e não seja o recrutador (a) fantasma, fazendo que o candidato subentenda que foi reprovado (a). O problema geralmente não é sobre o processo, mas sobre o desconhecido nele.

Empatia

Não é tudo sobre a sua empresa, tenha empatia sobre o outro. O processo seletivo é uma via de mão dupla. Esse é o momento de entender se a pessoa tem perfil para o que vocês estão buscando, mas também é a oportunidade do candidato (a) verificar se realmente faz sentido para a sua carreira a oportunidade.
Além disso, mesmo a pessoa não sendo aprovada no processo, a ideia é que tenha agregado positivamente a experiência em sua vida, que tenha levado algum aprendizado com sigo.

Se preocupe com processo de contratação extremamente lento

Você já passou por processos seletivos com 2 testes, alguns cases, e umas 9 entrevistas? Se não, deve conhecer alguém que já vivenciou isso e é extremamente angustiante, além de deixar a marca empregadora em jogo.

Estruture seus processos antes de divulgar a posição, deixe claro as etapas do processo seletivo e se realmente for mais longo do que o normal, avise o quanto antes.

Caso ainda não esteja convencido (a) de mudar, veja os números abaixo:

  • 83% dos candidatos dizem que são mais propensos a nunca mais se candidatar a uma empresa após uma experiência negativa do candidato?
  • 59% dizem que são mais propensos a dizer aos outros para não se inscreverem.
  • 42% dizem que são menos propensos a comprar os produtos da empresa.

Comece hoje, faça a diferença como profissional, não espere o melhor cenário para mudar. E como sempre digo: “Pequenas coisas, feitas com consistência, podem gerar grandes resultados”.

Por Whiny Fernandes