Uma das dúvidas no momento de escolher uma ação para captar talentos é se participamos ou não de uma feira. E agora?

As feiras de recrutamento são hoje umas das principais ações realizadas pelas empresas, mas se de um lado temos a forte exaltação dessa atividade, por outro temos diversas críticas sobre a não eficácia dos eventos.

Após alguns anos trabalhando com Employer Branding e realizando inúmeras feiras de recrutamento, acredito que a pergunta precisa ser: Por que minha empresa deveria ou não participar de uma feira de recrutamento? Vale a pena?

Aí está a grande questão.

A feira de recrutamento é uma importante atividade se sua empresa precisa de awareness, por exemplo, de posicionamento de marca. Veja: por mais que o Brasil seja o 2º país onde a população está mais conectada nas redes sociais e 62% da população está nas redes e outras mídias online*, nem todos os seus candidatos estão presentes nesses canais. Mas antes de pensar em uma ação é importante compreender alguns passos:

1) Quem é o seu público?

Essa pergunta é essencial para que você compreenda qual a melhor ação a ser realizada. Por exemplo: se sua necessidade principal de atração são médicos, com mais de 60 anos, especializados em um nicho determinado, talvez uma feira de recrutamento não seja o melhor modelo. Parece óbvio, mas não é. Contudo, talvez você precise criar um pipeline de candidatos que estão no começo da faculdade. Por quê? Por que daqui 10 anos esses estudantes estarão formados e se lembrarão da sua marca! A partir daqui vamos para o segundo ponto.

2) Tenho uma estratégia?

Vamos seguir o exemplo acima: “Preciso de posicionamento da minha marca com esse público”. Pense se de fato é um investimento que vale a pena. Por mais difícil que seja essa atração, Employer Branding é uma estratégia e não feira de recrutamento, tampouco mais uma ação de hunting.

Suponhamos que você contrate de 5 a 10 profissionais (por mais difícil que seja) por ano para sua empresa. Aqui novamente talvez, pelo valor do investimento essa não seja a ação ideal para você. O ROI pode não valer a pena.

3) Priorize

Se você tiver budget, uma estratégia clara, alinhamento e possibilidade de atuar em várias frentes, maravilha! Analise os pontos acima e coloque em prática. Agora, caso essa não seja sua realidade, priorize alguns fatores.

A criação do EVP, uma estratégia de comunicação definida e um site de carreiras com conteúdos relevantes, por exemplo, podem ser inícios com um retorno muito melhor do que uma feira. Trace um planejamento + cronograma, talvez a feira se encaixe, mas não inicialmente. Deixe-a no seu radar.

4) Avalie

O mercado está cheio de feiras de recrutamento, mas em qual eu participo? Para começar é necessário entender a sua demanda de contratação, não só a quantidade, mas também de perfil de candidato. Por exemplo: não faria sentido participar de uma feira no interior, apenas por posicionamento de marca, se você não tem uma grande demanda de contratação nessa área.

Avalie suas necessidades, mapeie quais feiras terão naquele ano, distribua sua verba e escolha aquela ou aquelas que melhor estiverem alinhadas com a sua estratégia.

5) Ok, mas então por qual motivo eu participaria de uma feira?

Pensando nos pontos acima começamos a trabalhar essa atividade com estratégia. A feira não está descartada! Ela só precisa ser bem pensada. Diversos motivos são plausíveis para que você tenha uma ação off-line como uma feira de recrutamento, alguns deles são:

  • Marca pouco percebida. Necessidade de awareness
  • Meu público está nas feiras (estagiários por exemplo)
  • Tenho alta demanda de contratação (agora ou futura)
  • Budget direcionado para essa atividade
  • Conteúdo para divulgar
  • Profissionais internos que poderão cuidar dessa frente

Dica: não vá para uma feira apenas porque seu concorrente está lá. Avalie os pontos acima e valide se a SUA empresa precisa estar lá. E lembre-se: é preciso dar continuidade no contato com o seu candidato. Não basta participar da feira, captar mailing e não ter uma régua de comunicação e atividades claras pós-evento. Mantenha contato!

Fonte: Digital Report, 2018.