O que é a metodologia OKR? O que ela tem a ver com o Employer Branding? E o mais importante: como aplicá-la na sua empresa?

Sabemos que um dos maiores desafios da gestão de pessoas é conseguir alcançar as metas e objetivos no tempo certo e com a qualidade necessária. Por isso, nesse artigo vamos falar da metodologia OKR e como ela pode ajudar a desenvolver uma  estratégia de Employer Branding de sucesso.

O que é Metodologia OKR

A sigla OKR tem origem no termo em nglês Objectives and Key Results que significa Objetivos e Resultados Chave. Essa metodologia desenvolvida pelo então CEO da Intel Andy Grove, foi popularizada no livro de John Doerr: What Matters – How Google, Bono, and the Gates Foundation Rock the Word with OKRs. Com essa publicação, pudemos entender OKR como uma técnica de planejamento baseada em métricas e adaptadas para as necessidades da empresa.

Seja para ser aplicada a toda a organização, diferentes equipes, setores ou para cada colaborador. Até mesmo a gigante Google faz uso desse modelo. E como resultado, obtiveram uma melhora significativa na sua organização interna. Conheça mais sobre essa metodologia a seguir.

Os 4 fundamentos da metodologia OKR

A marca empregadora tem como objetivo principal manter uma boa imagem da empresa para seus colaboradores. Com o intuito de manter os talentos na empresa, contratar os melhores talentos do mercado com facilidade, desenvolver atividades e planos de carreira para a política institucional, os valores da empresa devem estar muito claros para todos.

Por isso, utilizar a metodologia OKR pode ser de grande ajuda nesses processos. Essa técnica mostra que trabalhar com métricas é parte crucial na construção de uma marca empregadora de sucesso.

Com os OKRs você pode criar métricas para tudo o que seja relevante nos seus projetos.

  • Métrica para medir benefícios de salário emocional.
  • Métrica para saber se todos os membros da equipe conhecem as metas com clareza.
  • Métrica para definir o número de candidatos a uma vaga de emprego online.
  • Métrica para conhecer o desempenho de um colaborador em uma nova tarefa.

A seguir, vamos conhecer os 4 fundamentos da metodologia OKR para aplicar à sua marca empregadora:

1. Quantitativo

Toda a estratégia de OKR deve ser mensurável e quantificável. Por exemplo: “maior retenção de talentos” não é um objetivo mensurável em si. As métricas devem ser bastante claras e passíveis de contagem. Seja por porcentagem, valor fixo, um prazo medido por data de começo e término. Neste caso, aplicado ao Employer Branding, os objetivos OKR poderiam ser:

  • Manter o talento X durante Y meses.
  • Ou ainda, quantas horas o colaborador Z economiza, após realizar o treinamento W.

2. Qualitativo

Para acompanhar as métricas numéricas é importante também usar ferramentas qualitativas.

Uma vez que o prazo para chegar às metas for definido, podendo ser por mês, trimestre ou anual, é hora de analisar seu status. Uma boa maneira de fazer isso é elaborar um sistema de qualificação entre 0 e 1:

  • 0 = objetivo não alcançado
  • 0,5 = em progresso
  • 1 = alcançado/concluído

3. Transparente

Vale ressaltar que os OKRs devem ser acessíveis a todos na empresa com o máximo de transparência possível. Ter esses objetivos claros em mente é uma responsabilidade não apenas dos líderes, gestores ou supervisores, mas também de todos os colaboradores envolvidos no projeto. Essa visibilidade pode parecer estranha à primeira vista para os gestores mais tradicionais. Contudo, a transparência é essencial para promover a colaboração entre os funcionários e diferentes departamentos. E sabemos que para aplicar uma boa estratégia de employer branding é necessário que:

  • Os objetivos da empresa devem estar claros para todos
  • Transparência reforça laços com a marca empregadora
  • Cooperação gera sensação de pertencimento e acolhimento
  • Colaboradores mais felizes e satisfeitos com seus resultados, performam melhor

4. Ambicioso

Manter um senso de competitividade e ambição saudável entre funcionários e equipes, é crucial para o seu negócio crescer. Se seus colaboradores já não encontram nenhum tipo de desafio ou ambição, isso pode querer dizer que já não se sintam motivados. Ou ainda, que tenham dúvidas sobre o que a empresa oferece, sua função ou cargo. E sabemos exatamente o que isso pode resultar: perda de talentos. Portanto, algumas formas de evitar que isso ocorra são:

  • Manter os OKRs um pouco acima das projeções.
  • Discutir e definir objetivos de acordo com a realidade das equipes e da empresa.
  • Oferecer ferramentas para que os colaboradores possam ir além. E tenham em mãos tudo o que necessitam para poder brilhar e alcançar as metas rapidamente.

OKR x KPI

Quando se trata de tipos de métricas é normal confundir tantas siglas e termos. Por isso vamos esclarecer as principais diferenças entre OKR e KPI.

Os KPIs ou Indicadores-chave de desempenho, como o próprio nome já sugere, são as medidas usadas durante o desempenho de alguma atividade ou processo. Por exemplo, quantos novos clientes fecharam negócio dentro do departamento de vendas esse mês. Os KPI estão muito conectados com a estratégia de People Analytics da sua empresa.

Enquanto os KPIs representam as métricas usadas para medir, por exemplo, o desempenho do time de vendas, os OKR são os objetivos a serem alcançados por essa equipe. Nesse caso, a metodologia OKR é usada para motivar os colaboradores a alcançarem maiores vendas no prazo determinado.

Enfim, exemplos de KPIs aplicados no setor de RH podem ser a retenção de talentos, absenteísmo, tempo médio para contratar ou tempo de entrevista. Por outro lado, os OKRs são os desafios estabelecidos para os funcionários para alcançar objetivos concretos, uma vez que o processo de onboarding já foi finalizado.

Metodologia OKR e Avaliação de Desempenho

Em tempos de home office, muito se discute sobre como medir e avaliar o desempenho dos funcionários de maneira eficiente. Nesse caso, a metodologia OKR auxilia na construção e alinhamento dos objetivos entre todos os profissionais envolvidos. Como? Muito simples.

Confira abaixo algumas das possibilidades de maior eficácia:

  • Aplique um questionário de avaliação de desempenho 360º a cada 3 meses ou no final de um projeto grande. Lembre-se que as avaliações 360º são aquelas nas quais a pessoa, equipe ou escritório será avaliado por todos os seu redor.
  • Faça a análise em tempo real do nível de satisfação, engajamento e produtividade e tendências comportamentais em grupo ou individualmente.
  • Lembre-se que os OKR possuem objetivos concretos, mensuráveis, realizáveis e relevantes para a visão da sua empresa.

Como colocar em prática sua Metodologia OKR

Estabelecer, organizar, e coletar métricas pode ser uma tarefa que consome bastante tempo e energia. Principalmente se feita manualmente ou com recursos escassos. Contudo, hoje é possível personalizar e automatizar esse processo muito facilmente. Com um software que te ajude a definir esses objetivos, comunicá-los a todos na empresa e acompanhar o status de cada OKR. Assim, colocar em prática a metodologia OKR que faça a sua empresa crescer e se desenvolver se tornará uma tarefa fácil.

Logo Factorial

Artigo por Mariana Poncio

Content Marketing – Factorial

Employer Branding
Por Employer Branding

O Employer Branding Brasil é uma iniciativa de pessoas apaixonadas pela gestão estratégica de marca empregadora. Acreditamos que a reputação de uma marca tem forte influência na vida e na experiência das pessoas. Ajudamos empresas e profissionais a se desenvolverem na gestão de marca empregadora aliada aos objetivos de negócios, proporcionando experiências positivas para os talentos no ambiente de trabalho, sejam eles candidatos ou colaboradores.